Laura Enever entra no GUINNESS WORLD RECORD pela maior onda surfada por uma mulher

  • A onda surfada na remada foi medida em 43,6 pés (13,3 metros)
  • Australiana supera em 1 pé o recorde da brasileira Andrea Moller

A World Surf League anuncia que a australiana Laura Enever registrou um novo título no GUINNESS WORLD RECORDS para a maior onda surfada na remada por uma mulher. A WSL analisou e atestou oficialmente pelo WSL Big Wave Record Chase, que a onda que australiana pegou somente com a força dos braços, sem auxílio do jet-ski, foi medida em incríveis 43,6 pés, ou 13,3 metros de altura. Laura Enever, que tem 31 anos e é natural de North Narrabeen, na Austrália, surfou essa onda no dia 22 de janeiro de 2023 em Outer Reef, na costa norte da ilha de Oahu, superando por apenas 1 pé, o recorde da brasileira Andrea Moller registrado 7 anos atrás em Pe´ahi, na ilha de Maui, também no Havaí. 

“Eu sabia que a onda era muito grande logo que remei e dropei ela. Quando olhei para baixo, já vi que era definitivamente a maior onda que eu já peguei na vida”, relembra Laura Enever“Eu sabia que era a onda da minha vida. Foi incrível como tudo aconteceu e a maneira como eu me comprometi, dizendo a mim mesma para seguir e confiar que conseguiria surfar a onda toda. Foi um momento realmente especial e monumental na minha carreira de surfista. Ser premiada meses depois por esse feito, é muito legal e eu nem consigo acreditar”.

“Eu jamais estaria nesta posição agora, se não fossem todos os surfistas de ondas grandes que vieram antes de mim e abriram o caminho, especialmente as mulheres realmente corajosas que sempre me inspiraram e me fizeram sentir que eu também poderia ter uma chance”, continuou Laura Enever“Então, obrigado a todas as mulheres incríveis e estou muito feliz. A Andrea Moller detinha esse recorde e é uma honra conseguir superar sua marca e continuar evoluindo o surfe de ondas gigantes. E eu sei que a próxima geração de surfistas de ondas grandes, tentarão fazer o mesmo”.

O recorde mundial de Laura Enever, se soma a uma carreira de surfista profissional já estelar da australiana. Em 2008, ela foi Campeã Mundial Junior da ISA e Estreante do Ano da Tríplice Coroa Havaiana, depois Campeã Mundial Junior da WSL em 2009. Em 2011, se classificou para a elite do Championship Tour, onde competiu por 7 anos, muitas vezes terminando entre as top-10 do mundo. Laura Enever depois passou a participar de eventos do WSL Big Wave e a ultrapassar os limites do surfe em ondas gigantes.

“Parabéns a Laura (Enever) por esta conquista incrível”, disse Jessi Miley-Dyer, Chefe de Esportes da WSL. “A Laura é destemida, comprometida e uma verdadeira inspiração, então estou muito orgulhosa de poder celebrar esse novo recorde dela. O WSL Big Wave Record Chase, que apresentamos na temporada passada, realmente nos permitiu destacar atletas como a Laura, que estão ultrapassando os limites do surfe em ondas grandes pelo mundo”.

Laura Enever recebeu o certificado do GUINNESS WORLD RECORDS em sua cidade natal, Narrabeen, em New South Wales, na Austrália, onde comemorou a conquista com sua família e amigos.

“Eu trabalhei a minha vida toda para ser uma surfista profissional e fazer parte do World Tour”, contou Laura Enever“Eu estava lá e desisti por essa força e vontade de surfar ondas gigantes. Eu ficava pensando que só queria fazer isso, então estar aqui hoje, registrando um título no GUINNESS WORLD RECORDS da maior onda surfada na remada, é quase inacreditável para mim”.

O recorde de Laura Enever superou em apenas 1 pé, a marca da brasileira Andrea Moller registrada em 16 de janeiro de 2016 em Pe´ahi, na ilha de Maui, no Havaí. Moller é uma “waterwomen” reconhecida internacionalmente, pioneira no surfe de ondas gigantes e uma paramédica respeitada. Ela manteve o recorde por 7 anos, sendo a primeira mulher a pegar uma onda na remada no temido pico de Pe´ahi, a primeira mulher a surfar uma onda no prestigiado campeonato Eddie Aikau de Ondas Grandes e uma defensora da igualdade e progressão no surfe de ondas gigantes.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões