Teahupoo é definido para ser a onda das Olimpíadas de Paris em 2024

A organização da Olimpíada de Paris 2024 definiu nesta quinta-feira que Teahupoo, no Taiti, palco de uma das ondas mais temidas do mundo, é a escolhida para sediar a competição do surfe.

– É uma notícia muito empolgante para o surfe. É fantástico que tenham escolhido Teahupoo, que faz parte do calendário da WSL. Existe muito a se fazer em termos de logística, evento e área de competição nos próximos anos, mas é muito positivo que o surfe vai continuar na Olimpíada após 2020 e ainda mais em um local icônico do surfe – comentou Sophie Goldschmidt, CEO da Liga Mundial de Surfe (WSL).

Alguns fatores geram polêmica na opção pelo pico que, desde 1997, faz parte do calendário masculino do Mundial de surfe. E vão ser analisados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), que vai dar a palavra final. Além de estar a 15.700km da capital francesa, palco dos Jogos, o local na Polinésia Francesa é conhecido como Praia dos Crânios Quebrados, por conta do fundo de coral afiado, que já gerou inúmeros acidentes e algumas mortes após quedas no tubos perfeitos e pesados.

Outro fator complicado é que Teahupoo recebe apenas competições masculinas e, nas Olimpíadas, as melhores surfistas do mundo, que não tem experiência no local, também estarão em ação. 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões