2ª etapa do Maresia Paulista de Surf Profissional é confirmada para os dias 9 e 10

A 2ª etapa do Maresia Paulista de Surf Profissional está confirmada para os próximos dias 9 e 10 (sexta-feira e sábado), na Praia de Maresias, em São Sebastião. A nova data foi definida pela Federação Paulista de Surf pela previsão apontar como os dois melhores dias de ondas. A competição, também válida pelo ranking brasileiro, reunirá 96 surfistas de 11 estados, disputando R$ 30 mil em premiação, sendo R$ 8 mil ao vencedor, que também fatura um relógio Casio G-Shock.

Na etapa inicial, em Guarujá, o paranaense Peterson Crisanto precisou recorrer a uma rifa entre amigos para viajar. Nas ondas, deu um show, venceu e voltou para a casa mais tranquilo, com R$ 8 mil de premiação. Agora, ele retorna ao Maresia Paulista de Surf Profissional, para defender a liderança do Circuito.

Agora, vivendo outra situação, pelo resultado obtido, o atleta de Matinhos demonstra segurança em repetir a boa performance e confirmar seu potencial. Quer usar o campeonato como “vitrine” para conseguir um patrocinador e retornar ao cenário de forma mais sólida. “Estou muito confiante. Venho me preparando, assim como fiz na etapa de Guarujá. Quero mostrar o meu surf e fazer um bom resultado novamente”, diz Urso, como também é conhecido.

“Com essa crise instalada em nosso país, o patrocínio se torna difícil, mesmo existindo vários talentos que poderiam representar a nossa bandeira lá fora e aqui. A rifa é um meio eu nós atletas conseguimos arrecada dinheiro aqui no Brasil, como foi o meu caso. Infelizmente, esse é o nosso cenário hoje em dia”, acrescenta o surfista de 24 anos, lembrando a alternativa usada para arrecadar dinheiro, no caso uma roupa de borracha, doada por um amigo.

Ele conta que a vitória e a premiação foram um grande incentivo, tanto monetário quanto psicológico para seguir adiante. “Mudou, principalmente, a minha autoestima e confiança, que voltou com tudo. Com certeza, o dinheiro veio em boa hora, já eu fazia mais um ano que eu estava sem patrocínio. Agora, pretendo conseguir um patrocinador para voltar a competir as etapas do WQS e assim, tentar uma vaga representar o meu país no Circuito Mundial”, completa.

A vitória de Peterson em Guarujá foi sobre o seu conterrâneo, Jihad Kohdr e Raoni Monteiro, de Saquarema, ambos ex-integrantes do WCT, além de Magno Pacheco. Garantiu o resultado ainda na primeira metade da final, terminando com 16,90 pontos. Abriu com uma nota sete e na terceira onda garantiu um 8,25. Na quarta apresentação, aumentou a vantagem, com 7,80 e, mesmo sem precisar de nota para garantir o título, ampliou o placar, na sétima onda, com 8,65.

Outra atração será a Overboard Expression Session, com R$ 1 mil para o autor da manobra mais radical na bateria realizada antes da final. Todas as disputas serão transmitidas ao vivo pelo site www.maresia.com.br.

 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões