Entrevista exclusiva com Alana Nascimento: “Nada como um dia de surf sem preocupações para esclarecer a mente”

A pernambucana Alana Nascimento é uma das jovens promessas do surf brasileiro. Em entrevista ao Tudo pelo Surf, ela nos contou um pouco sobre sua paixão pelo esporte.

Confiram!!!

Como você iniciou no surfe?

“Sempre gostei do esporte, no entanto, nunca tive coragem para tentar sozinha. Até que um dia, descobri que meu professor da academia dava aulas de surf  e comecei no esporte”.

Quais suas influências?

“Bom, eu gosto do backside da Tatiana, dos aéreos da Silvana e do estilo agressivo da Tyler. Busco me inspirar em todas as meninas, pois somos uma comunidade”.


1546309_1656137071299295_4823467607640012037_nVocê prefere freesurf ou competição?

“Essa é difícil, nada como um dia de surf sem preocupações para esclarecer a mente. Pegar umas ondas resolve tudo! Mas a adrenalina do campeonato, a camaradagem, o clima, toda a diversão valem muito a pena”.

O surfe é um caso de amor?

“Um caso de amor? Já sou casada, e sem acordo pré-nupcial! O amor pelo mar pelas ondas e pelo surf está marcado para o resto da minha vida”.

Relembra algum momento marcante?

“Cada dia tenho um novo momento marcante, não me canso de curtir esse esporte maravilhoso a cada dia”.

Quais picos já enfrentou que te marcaram?

A praia do Francês (Alagoas), Pavones (Costa Rica), Arpoador (RJ) e Santos (SP).

Do que tem medo?

“Odeio quando encontro as águas-vivas quando vou surfar”.

Como é sua preparação física?

“ Faço funcional, surfo, academia e um pouco de skate é sempre bom”.

Seu sonho?

“Viajar o mundo para conhecer os picos do surf”.

Por João Otávio Vieira 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões