Luana Silva passa direto para as oitavas de final do Lexus Pipe Pro no Havaí

  • Brasileira se classifica em segundo na primeira bateria
  • Tatiana Weston-Webb tropeça e cai para a repescagem
  • Molly Picklum faz os recordes do dia contra a Tatiana
  • Chamada: quinta-feira às 7h45 no Havaí, 15h45 no Brasil

As meninas esperaram 10 dias para estrear na temporada 2024 do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) e a brasileira Luana Silva passou direto para as oitavas de final na primeira bateria feminina do Lexus Pipe Pro apresentado por YETI no Havaí. Ela está retornando a elite mundial esse ano e se classificou em segundo lugar no confronto vencido pela bicampeã mundial Tyler Wright. Na quarta-feira, só foram realizadas as seis baterias da primeira fase e a repescagem ficou para abrir o próximo dia de competição na ilha de Oahu.

“A primeira bateria do ano sempre tem uma ansiedade, nervosismo também, mas estou muito feliz em passar e tem altas ondas para as mulheres hoje (quarta-feira)”, disse Luana Silva“Fico muito feliz em mostrar o meu surfe e estou de volta. Obrigado a todo mundo pela torcida e vamo que vamo”.

A primeira chamada da quinta-feira foi marcada para as 7h45 em Pipeline, 15h45 no fuso horário de Brasília. Ao contrário de Luana SilvaTatiana Weston-Webb não começou bem a temporada e ficou em último na sua bateria. A vencedora foi a australiana Molly Picklum, que fez os recordes do dia surfando os melhores tubos nas direitas do Backdoor. Ela somou notas 8,50 e 7,33, totalizando 15,83 pontos contra 9,17 da norte-americana Alyssa Spencer, que avançou em segundo lugar para as oitavas de final.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões