Vans Duct Tape Invitational & Festival Celebra o Legado Deixado para a Comunidade da Praia da Macumba

Celebrando a verdadeira essência do surf clássico, skate e sustentabilidade, o Vans Duct Tape Invitational & Festival fez história na sua primeira edição no Brasil

Nos últimos dias 12 à 14 de Maio, a plataforma Vans Duct Tape Invitational & Festival apresentada por Joel Tudor, tricampeão mundial de longboard, finalizou sua 11ª temporada celebrando a amizade, alegria, inovação e sustentabilidade através de momentos únicos que revivem e celebram a verdadeira essência do Surf Clássico.

Desembarcando ineditamente no Brasil, o festival conectou intrinsecamente a comunidade local através da prática do surf clássico por surfistas de todos os cantos do mundo, mas não só por isso: outras ativações como workshops de pintura, shaping de pranchas, exposição de arte com surfistas internacionais, música e muita sustentabilidade, também chamaram atenção de moradores da região, somando mais de 5 mil participantes durante o final de semana. 

O compromisso em buscar um mundo melhor para as futuras gerações através de iniciativas sustentáveis, esteve presente durante a realização de todo o Vans Duct Tape Invitational & Festival. O coletivo local do Rio de Janeiro, Recicla Surf (@reciclasurfrj) inspirado pelo amor à natureza e preservação ambiental foi escolhido como parceiro para a atividade aberta ao público de limpeza da Praia da Macumba, após o término do festival. 

Além de promover a sustentabilidade, o festival também deixou um impacto duradouro na comunidade da Praia da Macumba. A Vans trabalhou em estreita colaboração com organizações locais – como a Federação de Surfe do Estado do Rio de Janeiro e Recreio Surfe Clube (RSC), gerando mais de 200 empregos temporários em cenografia, alimentação, produção e serviços prestados para a realização do evento.

Dando continuidade ao apoio a um ambiente diversificado, inclusivo aos fãs e para toda a família se envolver no festival e na cultura local, diversas atividades foram organizadas: workshops de pinturas de camiseta e pranchas, shaping de pranchas pelos artistas Carlos Mudinho, Maria Amorim e Neco Carbone, sessões de skate na Praça do Pontal e Layback Park, première do filme “Vertentes” do surfista do time Vans Brasil, Tomas Hermes, além de uma feira local comunitária com artesanatos e produtos naturais de oficina indígena.

Diversas parcerias com empreendimentos locais possibilitaram a realização do evento, como os quiosques de beira mar Point 5W e Rico Point, oferecendo alimentação e bebidas para os participantes, assim como os restaurantes Small Riders e Layback Park. A acomodação ficou por conta do Longboard Paradise Hostel e CDesign Hotel, para conforto e proximidade da praia.

Comprometida em propagar a autenticidade e expressão criativa, a marca também realizou uma doação de 16 pranchas Soft Tops desenvolvidas especialmente para o Vans Duct Tape, contando com 8 pranchas produzidas por membros da equipe Vans e expostas durante o evento, ao CADES – ONG local do Recreio dos Bandeirantes que promove a educação por meio do surf. Contando com os brasileiros Pedro Barros (Time de Skate Vans Global) e Jasmim Avelino (Time de Surf da Vans Brasil), com o sul-africano Mikey February e a californiana, Karina Rozunko, a ativação uniu fãs do esporte para experimentarem as pranchas e apreciarem a criação de seus ídolos.

Ao final do festival, depois de três dias de competição, o campeonato premiou os quatro primeiros colocados das categorias feminina e masculina, com prêmios de $8.000, $6.000, $4.000 e $2.000 respectivamente.

Justin Quintal (@jquinny), conhecido por seu estilo habilidosamente despretensioso, e Avalon Gall (@avalon.gall), uma estrela em ascensão no mundo do surf, emergem como os campeões. Seus desempenhos excepcionais deixaram os espectadores e jurados maravilhados, esperando ansiosamente o próximo capítulo em suas notáveis ​​carreiras. 

Servindo de exemplo para eventos futuros, o Vans Duct Tape Invitational & Festival confirma a importância da cultura do surf para a comunidade e natureza local, assim como reforça o compromisso da Vans com seus parceiros e fãs de surf clássico do mundo inteiro.

Comprometida em propagar a autenticidade e expressão criativa, a marca também realizou uma doação de 16 pranchas Soft Tops desenvolvidas especialmente para o Vans Duct Tape, contando com 8 pranchas produzidas por membros da equipe Vans e expostas durante o evento, ao CADES – ONG local do Recreio dos Bandeirantes que promove a educação por meio do surf. Contando com os brasileiros Pedro Barros (Time de Skate Vans Global) e Jasmim Avelino (Time de Surf da Vans Brasil), com o sul-africano Mikey February e a californiana, Karina Rozunko, a ativação uniu fãs do esporte para experimentarem as pranchas e apreciarem a criação de seus ídolos.

Ao final do festival, depois de três dias de competição, o campeonato premiou os quatro primeiros colocados das categorias feminina e masculina, com prêmios de $8.000, $6.000, $4.000 e $2.000 respectivamente.

Justin Quintal (@jquinny), conhecido por seu estilo habilidosamente despretensioso, e Avalon Gall (@avalon.gall), uma estrela em ascensão no mundo do surf, emergem como os campeões. Seus desempenhos excepcionais deixaram os espectadores e jurados maravilhados, esperando ansiosamente o próximo capítulo em suas notáveis ​​carreiras. 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões