Gabriel Medina abre uma vantagem na liderança do ranking


A disputa pela lycra amarela do Jeep Leaderboard no MEO Rip Curl Pro Portugal, ficou restrita aos top-5 do ranking. Agora, começam os descartes do pior resultado de cada atleta e Medina conseguiu uma vantagem de uma rodada a mais para Filipe Toledo.


– A briga pela liderança:


Filipe Toledo: precisa chegar nas quartas de final para superar a pontuação atual do líder. Se Medina avançar para as oitavas de final, por exemplo, Filipe já terá que ser semifinalista.

Jordy Smith: só consegue isso se chegar nas semifinais, desde que Gabriel Medina não passe da terceira fase em Portugal. Se Medina avançar para as oitavas de fina o sul-africano vencer o campeonato.

Italo Ferreira: com a diferença de que o potiguar já necessita chegar na final para ultrapassar os 48.015 do Medina. E ele já mostrou que pode, pois é o defensor do título do MEO Rip Curl Pro Portugal.


Kolohe Andino: só interessa a vitória e Medina perder de cara no evento, além de depender dos resultados dos outros três que estão à sua frente.

TOP-10 do ranking das 9 etapas:
01: Gabriel Medina (BRA) – 48.015 pontos
02: Filipe Toledo (BRA) – 45.730
03: Jordy Smith (AFR) – 43.515
04: Italo Ferreira (BRA) – 42.400
05: Kolohe Andino (EUA) – 41.250
06: Kanoa Igarashi (JPN) – 35.430
07: Owen Wright (AUS) – 34.780
08: John John Florence (HAV) – 33.220
09: Jeremy Flores (FRA) – 31.450
10: Julian Wilson (AUS) – 29.525

Fonte/Foto: WSL

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões