WSL muda as regras de interferência para o CT 2020

O duelo entre os brasileiros entre Gabriel Medina e Caio Ibelli nas oitavas de final da etapa era Pipeline, em dezembro de 2019, fez com que a WSL mudasse as regras de interferência para o CT em 2020.

Na ocasião, Medina jogou novamente com o livro de regras em baixo do braço. Orientado pelo padrasto Charles, ele tomou conhecimento de que, mesmo com uma interferência, Ibelli não chegaria ao seu somatório, e aplicou a interferência.

A nova regra de interferência para 2020 agora indica que nos 5 minutos finais, caso o surfista cometa uma interferência, ao invés da segunda nota ser cortada, o surfista perderá a sua melhor nota. Além disso, caso os juízes interpretem que a interferência nos 5 minutos finais, foi feita de forma proposital, o surfista ainda será desqualificado.

E você, o que achou da mudança da regra? Concorda ou não?

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões