Praia de Itamambuca pode se tornar Reserva Mundial de Surf

A praia de Itamambuca podem muito em breve ser eternizadas pelo título de “Reserva Mundial de Surfe”. A praia mais famosa de Ubatuba (SP) foi representada no evento na Guarda do Embaú (SC), em Palhoça, que oficializou a praia catarinense com a honraria, a primeira entre as praias do Brasil.

A titulação foi criada pela ong Save The Waves Coalition, com sede na Califórnia (USA), e concedida à praia da Guarda do Embaú em 27 de outubro de 2016, e oficializada agora, como a nona Reserva Mundial de Surf.

Junto da praia da Guarda do Embaú, as praias que já receberam a distinção são: Malibu e Santa Cruz (Califórnia); Ericeira (Portugal); Gold Coast e Manly Beach (Austrália); Huanchaco (Peru); Todos Santos (México); e Punta Lobos (Chile).

QUAIS SÃO OS REQUISITOS PARA UMA PRAIA SE TORNAR RESERVA?

Basicamente são quatro critérios que determinam se um local tem ou não o potencial para ser uma Reserva de Surfe.

– Qualidade e consistência das ondas

– Riqueza e fragilidade ambiental

– Relevância para cultura e história do surfe

– Apoio da comunidade local

O grupo acredita que Itamambuca tem enormes chances de obter o título internacional, tanto que para promover o movimento foi criada uma frente denominada “Onda Viva Itamambuca”; grupo de articulação para ações em prol da conquistar o título de “Reserva de Surfe”.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões