História sobre Carlos Burle – Profissão Surfista

Podemos afirma que Carlos Burle é um dos atletas que mais romperam barreiras dentro do esporte. Pioneiro dentre os surfistas brasileiros na conquista de títulos internacionais em ondas gigantes, Burle atingiu marcas históricas e recordes reconhecidos no mundo todo.

A biografia de Carlos Burle – Profissão Surfista faz a desconstrução de um herói. Enquanto compartilha seus maiores feitos em cima de uma prancha, ele revelou sua disciplina, as frustrações e a ousadia que o tiraram da vida burguesa de infância em Recife e o levou para o diversos e mais desafiadores picos de surf do planeta.

Em cinco anos, Carlos Burle saiu das primeiras braçadas no mar para a fama no surf amador no país. Aos 12 anos, surfou pela primeira vez; aos 13, começou a dropar ondas fora de sua cidade natal; entre os 15 e 16 começou a participar de competições em outros estados do Nordeste; aos 17 anos, conquistou seus primeiros patrocínios como amador que o levaram a competir em eventos por todo o Brasil.

A vida pessoal foi bastante agitada. Entre a separação dos pais, o envolvimento na rodinha de baseado, a descoberta da yoga e meditação, as loucas experiências alimentares, as descobertas sexuais e até a urinoterapia – ingestão da própria urina para fins medicinais.

Ao passar do tempo, Burle percebeu que as ondas brasileiras eram insuficientes para a sua carreira. Ele começou a rodar o mundo atrás dos melhores picos: as ondas gigantes do Hawaii, California, Tahiti, etc. Nessa categoria (Big Wave) que se destacou pelo mundo nas categorias de remada e na sequência o tow-in – técnica onde um surfista é rebocado por um Jet-Ski (mais comum) ou por um Helicóptero até a onda.

CARREIRA INTERNACIONAL

Em 1998, Burle foi campeão internacional pela primeira vez, no primeiro campeonato Mundial de Ondas Gigantes na remada. Em 2001, ele surfou Mavericks, na California, a maior onda do mundo até então, com cerca de 23 metros de altura, feito que lhe garantiu destaque no Guinnes Book e no Oscar das Ondas Gigantes.

Burle foi o primeiro brasileiro a participar do Eddie Aikau, renomado evento de ondas gigantes realizado no Hawaii em condições extremas e épicas. Na temporada 2009-2010, sagrou-se campeão do primeiro circuito internacional de remada do Big Wave. Em 2o13, ele surfou a maior onda de sua vida estimada em mais de 30 metros em Nazaré (Portugal). Isso depois de ter resgatado e salvo a vida de sua pupila, Maya Gabeira, que caiu em umas dessas ondas e passou por uma situação complicada.

Resultado de três anos de depoimentos ao lado do jornalista André Viana, o livro acaba revelando o lado humano do atleta, agora afastado das competições, que dedicou seu corpo e alma ao esporte. Ele também se orgulha de suas realizações fora do surf: pai de dois filhos, arriscou sua vida como empresário e hoje se dedica a carreira de Coach da nova geração do Big Wave World Tour.

Não percam a oportunidade única de acompanhar essa história de vida incrível sobre essa LENDA do surf brasileiro e mundial!!!

 

Entrevista exclusiva durante o lançamento: 

Por João Otávio Vieira

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões