Tainá Hinckel fica perto do bicampeonato sul-americano no Oi Pro Junior Series em Maresias

A catarinense Tainá Hinckel venceu sua primeira bateria na quarta e última etapa do Oi Pro Junior Series e ficou a um passo de confirmar o bicampeonato sul-americano na categoria para surfistas com até 18 anos de idade. A irmã do bicampeão mundial, Sophia Medina, facilitou a conquista que pode ser sacramentada neste sábado na Praia de Maresias, em São Sebastião (SP). Ela passou junto com Tainá, barrando a vice-líder do ranking a carioca Julia Duarte.

“O título sul-americano é um dos meus objetivos para esse ano, pois lutei bastante por isso e consegui uma grande vantagem. Mas, não estou pensando nisso, estou deixando fluir, só querendo surfar e me divertir, que é o que mais amo no mundo. O que tiver que acontecer lá na frente, Deus já escreveu, então é só deixar tudo fluir normalmente”.

Com a eliminação em nono lugar, Julia Duarte saiu da briga do título sul-americano, mas segue na disputa pela segunda vaga para o Mundial Pro Junior da World Surf League, que será definida na próxima semana, dias 14 e 15, no Peru. Agora, a principal concorrente de Tainá é a peruana Sol Aguirre, bicampeã sul-americana em 2017 e 2018, depois do primeiro título da catarinense em 2016. Sol não achou boas ondas na sua estreia em Maresias, mas passou em segundo lugar na bateria vencida pela brasileira Ariane Gomes.

VAGA NO MUNDIAL – Sol Aguirre permanece em terceiro lugar no ranking, mas já pode tirar a segunda vaga para o Mundial de Julia Duarte agora no Oi Pro Junior Series. Já a outra peruana que também estava na briga do título sul-americano, a medalhista de ouro no Pan-americano de Lima, Daniella Rosas, cometeu um erro no início da sua bateria, foi penalizada com a marcação de uma interferência e terminou em último.

Mesmo assim, ainda está viva na briga pela última vaga para o Mundial Pro Junior na Ilha Taiwan. A própria Julia Duarte e a Sol Aguirre também. As outras que seguem com chances matemáticas nesta batalha, que só será decidida no Mancora Junior Pro Peru, são a paulista Isabela Saldanha, a carioca Maju Freitas e a argentina Coco Cianciarulo.

Também foi realizada a primeira fase masculina e o paulista Daniel Adisaka segue na disputa do título sul-americano, mas o destaque do dia foi o local de Maresias, Caio Costa. Na primeira bateria desta quarta e última etapa do novo evento patrocinado pela Oi para a nova geração. Caio deu um show, somando notas 8,00 e 7,50 na vitória por 15,50 pontos e ainda descartou uma nota 7,40, que poucos conseguiram no primeiro dia em São Sebastião.

CABEÇAS DE CHAVE – Os classificados na sexta-feira vão enfrentar os dezesseis cabeças de chave do Oi Pro Junior Series neste sábado em Maresias. Estão nesta lista, sete dos oito principais concorrentes ao título sul-americano da WSL Latin America. O líder do ranking, Daniel Templar, de Saquarema (RJ), pode se sagrar campeão antecipado com a vitória em São Sebastião e vai estrear na terceira bateria, com o peruano Ricardo Williams e mais dois brasileiros que vieram da primeira fase, Kauê Germano e Renan dos Anjos.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões