Rodrigo Koxa é convidado para o WSL Big Wave Tour em Nazaré

A relação de Rodrigo Koxa com as ondas de Nazaré se estreita cada vez mais. Dono da maior onda já surfada na história, justamente numa montanha de água no famoso pico português, o surfista brasileiro foi convidado pela World Surf League para disputar o Nazaré Challenge, a etapa inicial do WSL Big Wave Tour, o circuito mundial de ondas gigantes.

O evento reúne os melhores big riders do Mundo e tem o período de espera pelas melhores condições até 31 de março. Nomes como Billy Kemper, Kai Lenny, Ian Walsh, Makuakai Rothman, Greg Long, Nathan Florence e o brasileiro Lucas Chianca, vencedor da etapa em Nazaré no ano passado estão na lista dos concorrentes. Koxa é um dos convidados locais, por toda a sua trajetória na onda portuguesa, que rendeu, inclusive, a menção no Guinness, legitimando o recorde mundial, por surfar incríveis 80 pés (cerca de 24,4 metros).

O surfista brasileiro já está treinando em Portugal, mas ainda não enfrentou um mar digno do seu recorde, e não vê a hora da chegada de um grande swell. Também não esconde a expectativa e ansiedade em participar da disputa da WSL. “Fiquei muito feliz, alucinado com esse convite. Era um sonho participar, consegui a vaga graças a esse recorde e é uma chance que não quero desperdiçar. Tenho uma conexão muito grande com Nazaré, que conheço essa onda, espero fazer bonito e, quem sabe me firmar no Tour”, avisa.

“Já estou me preparando na remada e vou treinar muito para surfar essa onda da melhor maneira que puder”, fala Koxa, que recebeu o prêmio Big Wave Awards, da WSL e foi homenageado pelo Governo de Portugal com a exibição de sua onda gigante num telão em plena Times Square, Nova Iorque/EUA.

Em Portugal, o atleta de Guarujá se sente praticamente em casa e, inclusive, já firmou parcerias locais, importantes para a sua manutenção durante a temporada e preparação para um novo recorde. “Minha expectativa é superar minha marca. E aqui todos me receberam muito bem, inclusive o prefeito Walter Chicarro e vários amigos”, conta Koxa, que terá uma placa oficial do Guinness Records, ressaltando o seu feito, no Museu de Nazaré, onde já está exposta uma prancha.

“Consegui parceiros muito bons que vão ajudar muito, como a Benerent, com um carro personalizado, a Yamaha e Atlantic Safaris com a moto aquática, a Taberna Afficion, com alimentação, e o Dom Fuas, com hospedagem”, agradece o surfista, que viajou acompanhado da esposa, Aline Cacozzi, que também atua como sua psicóloga e foi fundamental para retornar às ondas gigantes, depois do acidente na mesma Nazaré, no final de 2014.

Koxa fica até o dia 19 de dezembro em Nazaré e só retorna ao Brasil para as festas de final de ano. “Mesmo assim, estarei monitorando cada ondulação e preparado para voltar para Portugal”.

 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões