Roxy Pro France abre a terceira etapa do WSL Challenger Series 2021

Primeiro as damas! Foi assim que começou a terceira etapa do WSL Challenger Series 2021 na França. Mas, só foram realizadas sete das 16 baterias da primeira fase do Roxy Pro France, porque as ondas na praia de Les Culs Nus, em Hossegor, estavam muito baixas. A comissão técnica até marcou uma nova chamada as 17h00, porém as condições não melhoraram e a oitava bateria ficou para abrir o domingo, às 8h00 na França, 3h00 da madrugada no Brasil, ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

Das sete participantes da América do Sul no Roxy Pro France, apenas três competiram no sábado e todas foram eliminadas. A vice-campeã mundial de 2021, Tatiana Weston-Webb, era a grande atração desta etapa, mas foi barrada na primeira bateria do dia. Ela só conseguiu somar duas notas 5,40 e os 10,80 pontos que totalizou, foram superados pelos 11,40 da espanhola Garazi Sanches-Ortun e pelos 13,50 da norte-americana Sawyer Lindblad.

Outra brasileira que por muitos anos fez parte da elite da World Surf League, também ficou em terceiro lugar duas baterias depois. A cearense Silvana Lima foi em várias ondas e a melhor valeu 5,23. A havaiana Coco Ho somou 6,43 com 6,17 para vencer por 12,60 pontos e a japonesa Minami Nonakapassou em segundo com 11,53, contra 9,93 da brasileira. A australiana Holly Wawn ficou em último com apenas 6,70 nas duas notas computadas.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões