Coletiva com o primeiro campeão olímpico Italo Ferreira

Italo Ferreira é o atual campeão mundial de surfe e o primeiro brasileiro a conquistar o ouro da modalidade. O atleta consagrou-se, no dia 27/07, como o primeiro campeão olímpico de surfe na final do campeonato masculino na praia de Tsurigasaki, a 100 quilômetros da capital japonesa. O brasileiro fez um total de 15,14 pontos numa final marcada pelas condições climatéricas estimuladas pela passagem do tufão Nepartak, e cheia de adrenalina  com direto a prancha quebrada na primeira onda da bateria. Com garra, técnica e muita determinação, Italo confirmou sua  ótima fase e subiu ao lugar mais alto do pódio. Antes de encontrar a família em Baía Formosa, o atleta fez uma parada rápida em São Paulo para atender a imprensa em coletiva realizada no início da noite desta quinta-feira. Italo bateu um papo virtual e presencial – seguindo todos os protocolos de segurança necessários ao momento-  breve com a imprensa, onde falou sobre a conquista da medalha de ouro. 

Em uma passagem histórica pelas Olimpíadas, o atleta brasileiro colecionou recordes, surfando nas quartas de final uma das melhores ondas do campeonato, um aéreo que valeu um 9.73. Com uma trajetória cheia de conquistas, Italo carrega o Prêmio de estreante do ano WCT (2015); é Campeão MEO Rip Curl Pro Portugal (2018); Primeiro lugar no Corona Bali Protected Indonésia e do Rip Curl Bells Beach Austrália (2018); Campeão mundial WCT (2019); Primeiro colocado nos Jogos ISA (2019); Primeiro lugar na WSL Countdown Series (2020).

Aos oito anos, Italo se conectou com o esporte a partir de uma das principais ferramentas de trabalho de seu pai, Luizinho: a tampa da caixa de isopor, que servia para guardar os peixes que vendiam e foi assim que começou no surfe. Por cerca de um ano, Italo utilizou o objeto nas ondas e foi evoluindo em suas manobras – o que rendeu ao pai algumas tampas quebradas. Ao passar o dia brincando no mar, descobriu o seu talento e começou a participar de suas primeiras competições. Ainda pré-adolescente, Italo foi descoberto  e passou a ter uma rotina de atleta profissional.

Sua carreira começou a deslanchar em 2011, quando venceu duas etapas do Mundial Júnior. Nos anos seguintes, continuou evoluindo no esporte e, em 2014, se classificou para integrar o WCT (World Championship Tour), uma elite do circuito, e logo foi reconhecido como o “estreante do ano”, com um impressionante sétimo lugar, em 2015.  Em 2019, Italo se juntou ao seleto grupo de campeões mundiais. Depois de uma temporada quase perfeita, Italo chegou ao Havaí como líder do ranking e garantiu o título ao derrotar Kelly Slater na semifinal e o compatriota Gabriel Medina na final em Pipeline. 

Agora, Italo  concretiza um dos maiores sonhos de 2021, o ouro, e retoma sua rotina para as próximas etapas do Circuito Mundial de Surf, que começa dia 10 de agosto, no México. 



Linha do tempo Italo Ferreira

Nascimento: 06/05/1994 | Local: Baía Formosa (RN)

2002 – Começa a surfar

2011 – Vence duas etapas do Mundial Júnior

2012 – Campeão Quiksilver Roxy Pro Junior

2014 – Campeão brasileiro Vice-campeão Mundial Júnior (POR)

2015 – Prêmio de estreante do ano no WCT, em 2015

3º colocado no Oi Rio Pro (BRA)

 2º colocado no Moche Rip Curl Pro (POR) 

2016 – 3º colocado no Rip Curl Pro Bells Beach (AUS) 3º colocado no Drug Aware Margaret River Pro (AUS) 

2017 – 5º colocado no Quiksilver Pro Gold Coast (AUS) 5º colocado no Billabong Pipe Masters (EUA)

2018 – Campeão MEO Rip Curl Pro (POR)

Campeão Corona Bali Protected (IND) 

Campeão Rip Curl Bells Beach (AUS)

2019 – Campeão mundial WCT 

Campeão Pipe Masters (EUA) 

Campeão MEO Rip Curl Pro (POR)

Campeão Red Bull Airborne Gold Coast (AUS)

Campeão Quiksilver Pro Gold Coast (AUS)

Primeiro colocado nos Jogos ISA (JAP)

2020 – Vence o WSL Countdown Series

Realizou pela primeira vez um aéreo 540º, manobrando por poucos surfistas no mundo

Pegou ondas de mais de 20m em Nazaré (POR

2021 – Campeão no Rip Curl Newcastle Cup (AUS)

2021 – Medalha de Ouro nas Olimpíadas na categoria Surfe de Tóquio 2020

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões