Medina faz os recordes do dia no Oi Hang Loose Pro Contest

O campeão do Oi Hang Loose Pro Contest será conhecido neste domingo em Fernando de Noronha e o único que pode conseguir um inédito bicampeonato na ilha é o espanhol Aritz Aranburu, que venceu a edição de 2007 na Cacimba do Padre. O paulista Miguel Pupo ganhou a última em 2012, mas parou nas oitavas de final que fecharam o sábado de ondas menores na Cacimba do Padre, sem tubos, mas com boas condições para manobras de borda e aéreas. Foi voando que o bicampeão mundial Gabriel Medina fez os recordes do dia e ele vai abrir as quartas de final com Jadson André no domingo. Mais dois brasileiros da elite do CT vão tentar a vitória no primeiro QS 6000 do ano, que vale a liderança no ranking do WSL Qualifying Series, Italo Ferreira e Yago Dora.

No sábado, não teve paralisação no meio do dia. As quatro baterias restantes da quarta fase foram iniciadas às 7h30 e as oitavas de final aconteceram em seguida, antes de desabar um temporal que prosseguiu durante toda a tarde em Fernando de Noronha. Gabriel Medina não deu qualquer chance para o jovem americano Nolan Rapoza na primeira disputa por vagas para as quartas de final do Oi Hang Loose Pro Contest. Ele acertou todos os aéreos que tentou em suas primeiras ondas para atingir imbatíveis 17,30 pontos com notas 8,90 e 8,40.

O seu adversário na primeira quarta de final do Oi Hang Loose Pro Contest, prevista para começar as 7h30 do domingo em Noronha, 6h30 no restante do Brasil, será contra o potiguar Jadson André, que está retornando a elite do CT este ano. Jadson também passou fácil pelo australiano Reef Heazlewood, mas conquistou a vitória nas direitas que entravam no meio da praia, diferente de Medina que deu o seu show nas esquerdas. O vencedor deste clássico brasileiro será o primeiro semifinalista do QS 6000 de Fernando de Noronha.

VITÓRIAS ESTRANGEIRAS

Depois de duas vitórias brasileiras nas oitavas de final, vieram duas derrotas consecutivas que formaram uma semifinal estrangeira. O catarinense Tomas Hermes não achou boas ondas e até cometeu uma interferência no final, quando a eliminação para o sul-africano Adin Masencamp já estava consumada. No duelo seguinte, Miguel Pupo começou bem com nota 8,5 na primeira onda, só que o americano Cam Richards estava com os aéreos no pé e despachou o último campeão em Fernando de Noronha com o segundo maior placar do dia. Os 16,36 pontos que totalizou, só ficaram abaixo dos 17,30 de Gabriel Medina.

ÚLTIMOS CLASSIFICADOS

A segunda metade das oitavas de final começou com um duelo brasileiro entre dois especialistas em aéreos. O catarinense Yago Dora não desperdiçou as chances que teve para voar e deixou o capixaba Krystian Kymerson em nono lugar no Oi Hang Loose Pro Contest. Na disputa seguinte, outro top da elite mundial, Peterson Crisanto, não achou boas ondas e foi batido pelo japonês voador, Reo Inaba, que vai enfrentar Yago Dora nas quartas de final.

A última vaga nas semifinais será disputada por mais um titular da seleção brasileira no CT, o cabeça de chave número 2 do evento, Italo Ferreira. O adversário do potiguar é o único que pode conseguir um inédito bicampeonato em Fernando de Noronha, Aritz Aranburu. O espanhol barrou um dos melhores surfistas na Cacimba do Padre esse ano, o peruano Miguel Tudela, enquanto Italo despachou o americano Jake Marshall na bateria que fechou o sábado. Coisas da Natureza e foi só acabar a bateria, desabou um temporal na Cacimba do Padre.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões