Fique por dentro de quem vai disputar o CT em 2019 e quem está fora

O CT de 2018 terminou com três brasileiros no seleto grupo dos Top 5 do mundo. Gabriel Medina foi o campeão com 62.490 pontos, 69,4% de aproveitamento nas nove etapas computadas. Julian Wilson ficou em segundo com 57.585, Filipe Toledo em terceiro com 51.450, Italo Ferreira em quarto com 43.070, seguido por Jordy Smith com 36.440, tirando a quinta posição do australiano Owen Wright ao chegar nas semifinais em Pipeline.

Além dos três no topo do ranking, mais quatro dos onze titulares da “seleção brasileira” esse ano, ficaram entre os 22 primeiros do ranking que são mantidos na elite dos top-34, os estreantes Willian Cardoso em 13.o lugar e Michael Rodrigues em 15.o, o campeão mundial Adriano de Souza em 19.o e Yago Dora, que garantiu sua vaga em 21.o lugar no Havaí.

Assim como em 2018 teremos onze surfistas brasileiros na elite: os campeões mundiais Gabriel Medina (24 anos) e Adriano de Souza (31), Filipe Toledo (23), Italo Ferreira (24), Willian Cardoso (32), Michael Rodrigues (24) e Yago Dora (22), se mantendo no time entre os top-22 do ranking principal. Jessé Mendes (25) também fez parte da elite esse ano e ficou de fora deste grupo, mas garantiu sua permanência entre os dez indicados pelo WSL Qualifying Series nas duas etapas do Havaí, que valeram o título de campeão da Triple Crown of Surfing.

Os outros três classificados pelo G-10 do QS foram o paranaense Peterson Crisanto, 26 anos, o paulista Deivid Silva, 23, e o potiguar Jadson André, 28. Peterson e Deivid são as novidades da “seleção brasileira” em 2019 e Jadson recuperou a vaga perdida no ano passado. Eles vão substituir o catarinense Tomas Hermes, o pernambucano Ian Gouveia e o paulista Caio Ibelli, que não conseguiram se manter na elite em nenhum dos dois rankings.

Caio sofreu uma séria lesão no início do ano e está na expectativa de receber um dos convites que a World Surf League reserva para os atletas que se contundem, como foi o caso dele e dos campeões mundiais Kelly Slater e John John Florence. Ele e Slater só voltaram a competir agora em Pipeline e o havaiano só no ano que vem. A elite é formada por 34 surfistas, sendo os 22 primeiros colocados no ranking do CT, os dez indicados pelo QS e dois convidados da WSL para participar de todas as etapas, que ainda serão anunciados.

PRÓXIMA TEMPORADA

A temporada 2019 do World Surf League Championship Tour, diferente dos outros anos, só vai começar em abril, com o Gold Coast Men´s Pro nos dias 3 a 13 na Austrália. Depois, tem o Rip Curl Pro Bells Beach nos dias 17 a 27 do mesmo mês e aí vem a primeira novidade, o Bali Pro na Indonésia, de 13 a 24 de maio em Keramas, para voltar à Austrália para o Margaret River Pro, de 27 de maio a 7 de junho.

A etapa brasileira passa a ser a quinta do ano. Oi Rio Pro em Saquarema mudando de data também, de maio para os dias 20 a 28 de junho na “Cidade do Surf” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Do Brasil, os melhores surfistas do mundo partem para a África do Sul, para disputar o J-Bay Open nos dias 9 a 22 de julho. Depois, voltam a se enfrentar no Tahiti Pro Teahupoo, de 21 de agosto a 1º de setembro.

Depois as ondas perfeitas do Surf Ranch Pro, com a etapa na piscina de ondas idealizada por Kelly Slater marcada para 19 a 22 de setembro. A “perna europeia” no mês de outubro, com a etapa da França nos dias 3 a 13 e a de Portugal de 16 a 28, antes do Billabong Pipe Masters fechar a temporada nos dias 8 a 20 de dezembro no Havaí.

Top 22 do Championship Tour 2018

1 Gabriel Medina (BRA) 62.490
2 Julian Wilson (AUS) 57.585
3 Filipe Toledo (BRA) 51.450
4 Italo Ferreira (BRA) 43.070
5 Jordy Smith (AFR) 36.440
6 Owen Wright (AUS) 35.570
7 Conner Coffin (EUA) 32.715
8 Michel Bourez (PLF) 32.395
9 Wade Carmichael (AUS) 31.915
10 Kanoa Igarashi (JAP) 30.520
11 Kolohe Andino (EUA) 27.600
12 Mikey Wright (AUS) 27.275
13 Willian Cardoso (BRA) 27.190
14 Sebastian Zietz (HAV) 26.850
15 Michael Rodrigues (BRA) 25.215
16 Jeremy Flores (FRA) 24.520
17 Adrian Buchan (AUS) 23.945
18 Griffin Colapinto (EUA) 23.275
19 Adriano de Souza (BRA) 22.925
20 Ezekiel Lau (HAV) 22.820
21 Yago Dora (BRA) 22.725
22 Joan Duru (FRA) 21.255

Brasileiros fora do Tour em 2019

27 Tomas Hermes (BRA)
33 Ian Gouveia (BRA)
36 Miguel Pupo (BRA) – participou de nove etapas como substituto
38 Wiggolly Dantas (BRA) – participou de seis etapas como substituto
39 Caio Ibelli (BRA) – sofreu lesão e disputou apenas três etapas na temporada

Atletas classificados pelo ranking do QS

Seth Moniz (HAV)
Ryan Callinan (AUS)
Peterson Crisanto (BRA)
Jessé Mendes (BRA)
Deivid Silva (BRA)
Ricardo Christie (NZL)
Leonardo Fioravanti (ITA)
Jadson André (BRA)
Soli Bailey (AUS)
Jack Freestone (AUS)

 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões