Cinco surfistas decidem o titulo da WSL no feminino

A etapa decisiva do circuito da elite do surfe mundial para as mulheres vai rolar entre os dias 25 de novembro e 06 de dezembro em Maui, no Havaí. Ao todo cinco surfistas tem chances de ficar com o título da temporada. A australiana Sally Fitzgibbons, atual líder do ranking, busca seu primeiro caneco mundial. Sua compatriota Tyler Wright batalha pelo bicampeonato enquanto a também aussie Stephanie Gilmore quer sétimo título mundial da carreira. Assim como Sally, a norte-americana Courtney Conlogue, que em 2016 bateu na trave com o vice-campeonato, almeja o primeiro troféu de melhor do mundo.

Para deixar a corrida ainda mais eletrizante a havaiana Carissa Moore, entrou para a briga após a vitória em Portugal. Para a etapa de Maui a convidada foi a jovem havaiana Brisa Hennessy. Em 2016 ela participou desse evento e terminou em nono lugar.
Para Sally Fitzgibbons, Tyler Wright e Courtney Conlogue serem campeãs:
– Qualquer uma delas que vença o evento é campeã mundial
– A que fizer melhor que as rivais, sendo que a partir dos quartas de final, se lá chegar, Tyler assume a liderança virtual do ranking.

Para Carissa Moore ou Stephanie ser campeã mundial:
Precisa vencer o evento e torcer para que Tyler Wright e Sally Fitzgibbons não alcancem a semifinal e Courtney Conlogue não vença.

Primeira fase Maui Pro:

1 – Stephanie Gilmore (AUS), Nikki Van Dijk (AUS), Malia Manuel (HAV)
2 – Carissa Moore (HAV), Johanne Defay (FRA), Pauline Ado (FRA)
3 – Sally Fitzgibbons (AUS), Silvana Lima (BRA), Brisa Hennessy (HAV)
4 – Tyler Wright (AUS), Tatiana Weston-Webb (HAV), Laura Enever (AUS)
5 – Courtney Conlogue (EUA), Keely Andrew (AUS), Bronte Macaulay (AUS)
6 – Lakey Peterson (EUA), Sage Erickson (EUA), Coho Ho (HAV)

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões