Rip Curl Guarujá Open 2017 define 8 dos 10 títulos

Oito dos dez títulos do Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017 já estão definidos. Neste sábado (14), no segundo dia de disputas da 3ª e última etapa, sete campeões foram conhecidos. Derek Matos já havia levado a sub14, por antecipação, na sexta-feira. Agora, foi a vez de Gustavo Ribeiro, na pro-am; Giovani Pontes, na júnior (sub18); Juliana Meneguel, na feminina; Marcelinho do Tombo, na longboard; Leco Salazar, na Sup Surf; Daniel Duarte, na petit (sub10); e Everton Freitas, na estreante (sub12).

Neste sábado, foram três finais realizadas. Ente os caçulas com até 10 anos, Murillo Coura, de São Sebastião, levou a melhor, com Daniel Duarte, em segundo. O mesmo Daniel ficou no mar e venceu a decisão seguinte, para atletas com no máximo 12 anos. Na sequência, Melissa Policarpo “carimbou” a faixa de Juliana, que tentava terminar o ranking com 100%.

Sophia Medina, irmã de Gabriel Medina, também disputou a final e, apesar de apenas 12 anos, fez frente às mais velhas, terminando em terceiro lugar. Ela e a mãe, Simone, acompaharam da areia do Tombo a vitória de Gabriel na França, fazendo uma grande festa com outros integrantes do Instituto Gabriel Medina, que também competiram no evento, incluindo Murillo Coura, vitorioso da petit e Ryan Coelho, segundo na estreante.

Outra grande atração do dia foi a Re/Max Session, uma bateria sem regras, para convidados, com a participação mais do que especial de Jessé Mendes, para faturar os R$ 500,00 de prêmio. Quem também fez bonito foi Victor Bernardo, mais uma grande revelação da Cidade e que hoje disputa o QS. Ele garantiu a melhor nota do evento até o momento, um nove, e está levando a Lio Nutri Best Wave.

Neste domingo (15), o terceiro e último dia de competição terá a definição dos campeões da master (acima dos 35 anos) e da mirim (sub16). Pai e filho podem fazer dobradinha. Luan Hanada disputa a chance de ser bicampeão mirim e seu pai, Binho Hanada tenta repetir o título master de 2015. Mas o grande atrativo será a disputa do supercampeão, uma bateria especial reunindo os campeões municipais da pro-am, júnior, mirim, iniciante, feminina e longboard.

A melhor atuação, além do título de melhor do Circuito, ganhará uma viagem para a Indonésia, oferecida pela Ocean Travel. O evento recomeça às 8h e as finais serão realizadas a partir das 10h10. A primeira decisão no mar será a da Sup Surf, com R$ 500,00 da NaJaca Comunicação ao vencedor. Uma bateria que promete excelente nível técnico, com Leco Salazar, que já foi campeão mundial profissional, e Luiz Diniz, “prata da casa” e que acaba de faturar o título mundial do ISA Games.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões