Maui and Sons Pichilemu Women´s Pro define uma nova campeã neste domingo

Uma nova campeã do Maui and Sons Pichilemu Women´s Pro by Royal Guard será conhecida neste domingo no Chile. A defensora do título, Sofia Mulanovich, perdeu a classificação no último minuto para a mesma Leilane McGonagle que derrotou na final do ano passado. A surfista da Costa Rica vai disputar a última vaga para as semifinais com a norte-americana Autumn Hays. A primeira será entre a líder do ranking sul-americano da WSL South America, Anali Gomez, do Peru, e a argentina Josefina Ané. Na segunda quarta de final, a australiana Freya Prumm enfrenta a nova recordista absoluta nas ondas desafiadoras de Punta de Lobos, Leticia Canales Bilbao, do País Basco. E na terceira, estão a jovem peruana Daniela Rosas e a americana Marissa Shaw.

A primeira chamada para as quartas de final foi marcada para as 12h00 no domingo em Pichilemu. O motivo de ser um pouco mais tarde no último dia é porque a maré estará secando e a previsão indica a chegada de um novo swell (ondulação) no início da tarde. Nos dois primeiros dias do QS 1500 Maui and Sons Pichilemu Women´s Pro, as meninas competiram em condições difíceis, com ondas pesadas de 6-8 pés na sexta-feira, baixando um pouco para 4-6 pés no sábado, com séries maiores entrando durante as duas fases que definiram as oito classificadas para as quartas de final.

O sábado já começou quente, com as líderes do ranking regional da WSL South America na primeira bateria. A número 1, Anali Gomez, só conseguiu pegar sua segunda onda no último minuto e a peruana aproveitou muito bem a chance para vencer com a nota 7,00 recebida. A vice-líder, Dominic Barona, estava na frente com apenas 7,95 e passou em segundo lugar, com ambas barrando duas chilenas, Adela Recordon e Trinidad Segura, que trabalha na organização do Maui and Sons Pichilemu Pro além de competir.

“Eu estava um pouco tensa no início da bateria, um pouco nervosa porque não conseguia pegar ondas nos primeiros 10 minutos. Mas, no final surgiu aquela onda perfeita e estou muito contente pela classificação para o domingo”, disse Anali Gomez, que venceu a segunda etapa do WSL Qualifying Series na América do Sul em casa, assumindo a liderança do ranking sul-americano com o título em San Bartolo, no Peru.

Depois de competir na primeira bateria do dia, Anali também participou da primeira batalha por vagas nas quartas de final e ganhou outra nota 7,0 para vencer por 10,90 pontos, contra 10,75 da australiana Freya Prumm. Em terceiro lugar ficou a peruana Melanie Giunta com 6,90 e em quarto a última brasileira na competição, Karol Ribeiro, com 6,0 pontos nas duas notas computadas. Essa bateria foi um pouco fraca de boas ondas, mas na seguinte Punta de Lobos bombou longas esquerdas e cada competidora teve duas chances para surfar.


CAMPEÃS DO MAUI AND SONS PICHILEMU WOMEN´S PRO NO CHILE:

2016: Sofia Mulanovich (PER) derrotou Leilani McGonagle (CRI) na final

2015: Alessa Quizon (HAV) derrotou Sofia Mulanovich (PER)

2014: Dax McGill (HAV) derrotou Josefina Ané (ARG)

 

QUARTAS DE FINAL DO MAUI AND SONS PICHILEMU WOMEN´S PRO:

1.a: Anali Gomez (PER) x Josefina Ané (ARG)

2.a: Freya Prumm (AUS) x Leticia Canales Bilbao (EUK)

3.a: Daniela Rosas (PER) x Marissa Shaw (EUA)

4.a: Leilane McGonagle (CRI) x Autumn Hays (EUA)

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões