Maresia Paulista de Surf Profissional tem 2ª etapa adiada

 

Para beneficiar dezenas de surfistas brasileiros que disputarão o QS no Chile, a Federação Paulista de Surf e a Maresia decidiram adiar a 2ª etapa do Maresia Paulista de Surf Profissional por uma semana. A principal competição regional do País, com R$ 30 mil em premiação, sendo R$ 8 mil ao vencedor, e também válida pelo ranking da Abrasp, estava marcada para os dias 22 e 23 de julho, os dois dias finais da janela do evento da WSL.

Agora, foi confirmada para os dias 29 e 30, mantendo o mesmo local, a Praia de Maresias, em São Sebastião. As inscrições já estão abertas. “Muitos surfistas, inclusive o líder do ranking, competirão no Chile e nosso objetivo, tanto a Federação quanto a Maresia, é de ajudar o surf nacional. Até o público perderia, deixando de acompanhar alguns tops de São Paulo, do Brasil”, afirma o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério.

 

1ª ETAPA

Na etapa inicial, em Ubatuba, quem levou a melhor foi Thiago Camarão, de São Sebastião e campeão paulista em 2015. Na final, superou três surfistas locais, com dois talentos da nova geração, Wesley Leite em segundo, Wesley Dantas, em terceiro, e o experiente Hizunomê Bettero, bicampeão estadual, em quarto.

Além dos R$ 30 mil em premiação em cada etapa, além dos R$ 1 mil da Overboard Expression Session, os atletas têm como incentivo os 3 mil pontos na Abrasp para a disputa do título brasileiro de 2017. Outro grande atrativo é a moto 0k, oferecida ao campeão estadual pela Surf Trip, Kyw e Super Tubes.

O Maresia Paulista de Surf Profissional 2017 tem os patrocínios da rede de lojas Overboard, Surf Trip, Kyw e Super Tubes. Apoios de K Energy Drink, prefeituras de Ubatuba e São Sebastião, Associação Ubatuba de Surf e Associação de Surf de São Sebastião, Governo do Estado de São Paulo/Secretaria da Juventude Esporte e Lazer, com divulgação de Waves. Realização: Federação Paulista de Surf.


RESULTADOS, PREMIAÇÃO E PONTUAÇÕES:

Thiago Camarão (São Sebastião/SP) – R$ 8 mil/ 1.000 pontos no paulista – 3.000 pontos no brasileiro

Wesley Leite (Ubatuba/SP) – R$ 5 mil/ 860 pontos no paulista – 2.580 pontos no brasileiro

Wesley Dantas (Ubatuba/SP) – R$ 3,2 mil/ 730 pontos no paulista – 2.190 pontos no brasileiro

Hizunomê Bettero (Ubatuba/SP) – R$ 2,6 mil/ 670 pontos no paulista – 2.010 pontos no brasileiro

Geovani Ferreira (Ubatuba/SP) – R$ 1,6 mil/ 610 pontos no paulista – 1.830 pontos no brasileiro

Luciano Brulher (Caraguatatuba/SP) – R$ 1,6 mil/ 610 pontos no paulista – 1.830 pontos no brasileiro

Willian Cardoso (SC) – R$ 1,2 mil/ 555 pontos no paulista – 1.666 pontos no brasileiro

José Francisco (PB) – R$ 1,2 mil/ 555 pontos no paulista – 1.666 pontos no brasileiro

Emerson Santos (Ubatuba/SP) – R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

Leandro Bastos (RJ) – R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

Nathan Kawani (Guarujá/SP) – R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

Flávio Nakagima (Praia Grande/SP) – R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

13 Edgard Groggia (Guarujá/SP) – R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

13 Victor Valentin (PR) – R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

13 Tamae Bettero (Ubatuba/SP) – R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

13 Wanderson Silva (Guarujá/SP) – R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões