Surfistas dão show de manobras no 7º Circuito Projeto Golfinho Rotador de Surf em Noronha

Os surfistas deram um show de manobras radicais no encerramento da primeira etapa do 7º Circuito Projeto Golfinho Rotador de Surf, que aconteceu nesta sexta-feira (17), na Praia da Conceição, em Fernando de Noronha. O Projeto Golfinho Rotador, em parceria com a Associação de Surf de Fernando de Noronha (ASFN), realiza o circuito desde 2010 com patrocínio da Petrobras.

O surfista profissional Patrick Tamberg conquistou o primeiro lugar na categoria Pro-am (Profissional e Amador). Ele explicou que em Fernando de Noronha se depara com atletas de alto nível. “Noronha é sempre um local difícil de competir com os atletas nativos. Aqui tem sempre os melhores atletas. Buday é um atleta que é difícil de ganhar dele”, explicou o noronhense Patrick. Ainda na categoria Pro-am, Buday ficou em segundo lugar. Já Dudu Souza e Caia Souza dividiram a terceira colocação.

O jovem Brayner Alves, 16 anos, encaixou um aéreo que definiu sua vitória na categoria Sub-21. “Foi bem difícil! Os adversários estavam surfando bem. Eu fiquei impressionado com Siddartha (surfista que ficou em segundo lugar). Eu peguei duas ondas e mandei um aéreo que me fez vencer”, explicou Brayner, que obteve a maior nota da bateria. Siddartha Bouzas ficou em segundo lugar, Neto Silva (Sukinho) em terceiro e Luís Miranda (Luizinho) em quarto lugar.

A bateria feminina começou com o mar forte e séries com ondas grandes. Maitê Ortega, 35 anos, não se intimidou com as condições adversas do mar e garantiu o primeiro lugar. “Foi difícil porque o mar não estava light e tinha que dropar rápido nas ondas. Tomei uma série na cabeça já na primeira bateria e foi como uma superação esta vitória. O importante mesmo é reunir essas mulheres surfistas para incentivar o esporte”, finalizou Maitê. A segunda colocação ficou com Joyce Cruz, seguida de Gabriela Lorri (3º lugar) e Michele Roth (4º).

Rildo Iaponã, vice-presidente da Associação de Surf de Fernando de Noronha, avaliou como positivo o resultado da primeira etapa. “Foi muito bom. As condições da Praia da Conceição permitem que os surfistas executem mais manobras e mostrem um surf de competição”, explicou.

Ainda na primeira etapa, o surfista vencedor na categoria Master (a partir de 28 anos) foi Nego Noronha. Ele foi seguido de Hudson Felipe (2º lugar), Buday Santos (3º lugar) e Caia Souza (4º lugar). Já na categoria Bodyboard, Isaias Sousa (Profeta) conquistou a primeira colocação. Eron Pereira (2º lugar), Ruan Victor (3º lugar) e Jadson Martins (4º lugar).

A segunda etapa do campeonato acontece na Praia da Cacimba do Padre, uma das praias preferidas pelos surfistas, neste sábado (18) e domingo (19) a partir das 8h. De acordo com Iaponã, a expectativa na Praia da Cacimba é que os atletas peguem muitos tubos. “A previsão para a segunda etapa do circuito é de muitas ondas. Na Praia da Cacimba, os surfistas devem pegar muitos tubos, que é a principal manobra do surf”, finalizou.

Sobre o circuito

As categorias que compõem o campeonato são: Pro-am (profissional e amador); Sub-21 (até 21 anos); Mirim (até 16 anos), Petit (até 10 anos); Feminino e Master (a partir de 28 anos).  As premiações vão desde prêmio em dinheiro (R$ 4.500) até equipamentos (16 pranchas e ainda 14 blocos). Todos os participantes serão presenteados com lycra Associação de Surf de Fernando de Noronha/Projeto Golfinho Rotador/Petrobras.

De acordo com o Coordenador do Projeto Golfinho Rotador e Analista Ambiental do ICMBio Noronha, José Martins, um dos motivos de patrocinar o circuito de surf é a oportunidade de ensinar para os jovens noronhenses a conservação marinha, de Fernando de Noronha e dos golfinhos.

Sobre o Projeto Golfinho Rotador

O Projeto Golfinho Rotador iniciou suas atividades em Fernando de Noronha em 23 de agosto de 1990. Ações de pesquisa, educação ambiental, sustentabilidade e envolvimento comunitário em prol da conservação dos golfinhos-rotadores, de Fernando de Noronha e da biodiversidade marinha fazem parte de sua missão. O Projeto Golfinho Rotador é executado pela ONG Centro Golfinho Rotador, tem coordenação do ICMBio e patrocínio oficial da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões