Titans of Mavericks é cancelado devido a processos judiciais

O Titans of Mavericks, competição que acontece na lendária onda de Half Moon Bay, situada 20 minutos ao sul de São Francisco, Califórnia (EUA), está cancelado. Segundo John Clarke, do The New York Times, o sinal vermelho derradeiro veio depois de uma ação judicial da Red Bull contra os grupos promocionais e da gestão do evento, a Cartel Management e a Titans of Mavericks, por violação de contrato. A empresa buscava o ressarcimento de US$ 400 mil, pagos para transmitir a prova e que seriam destinados à premiação do concurso.

Em seus registros de falência, a Cartel enfrenta reclamações de cerca de US$ 1,9 milhão e a Titans of Mavericks mais de US$ 776.335.

“É impossível. Não há como esse evento acontecer. Estávamos completamente e totalmente sem saída”, disse Brian Overfelt, um dos três membros do conselho do Mavericks Invitational. Overfelt ainda revelou que a Cartel Management foi contratada em 2014 para promover e executar o evento como uma solução. “Pensávamos que eles eram o ajuste certo para nós, mas eles trouxeram seus próprios problemas e agora estão falindo”.

Fundador do evento e conhecido surfista de ondas grandes, Jeff Clark ficou chocado e frustrado com a notícia.

“Havia uma desconexão entre a comunidade do surfe e organizadores do evento, que não tinham ‘compromisso com este lugar sagrado em seus corações e almas’. Nosso foco principal sempre foi apoiar os homens e mulheres que surfam Mavericks e preservar a santidade da onda e apoiar a nossa comunidade local”, disse Clark. “Nós nos sacrificamos muito para criar um palco para os melhores surfistas de ondas grandes do mundo. Estamos desapontados”, finalizou.

Fundador dos Titans of Mavericks, um dos responsáveis pelo evento, Griffin Guess disse em comunicado que a declaração de falência veio depois de de ter tido várias conversas com as partes interessadas que estavam olhando para uma futura aquisição, que pode acontecer rapidamente com o mínimo de complicações legais.

Maiores afetados 
Na lista de afetados, Carlos Burle, Danilo Couto, Alex Martins, Maya Gabeira e a brasileira naturalizada norte-americana Andrea Möller unem-se a outros grandes nomes do surfe de ondas grandes, como Nic Lamb, campeão da competição em 2015, Grant “Twiggy” Baker” vencedor em 2014, Greg Long, que levantou o caneco em 2008, Ian Walsh, Shane Dorian, Makua Rothman, Ramon Navarro, John John Florence, Shawn Dollar, Alex Gray, Ken Collins, entre outros.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões