Peruanos são maioria nas finais do Maui and Sons Arica Pro Tour

A participação dos surfistas peruanos nos tubos de El Gringo é o destaque do QS 1500 Maui and Sons Arica Pro Tour esse ano no Chile. Eles conseguiram metade das vagas nas quartas de final no mar difícil da quinta-feira, com as ondas de 4-6 pés quebrando muito próximo da perigosa bancada de El Gringo. Tomas Tudela já passou para as semifinais derrotando o brasileiro Lucas Chianca. O australiano Dean Bowen também tirou o Chile da disputa do título ao eliminar Manuel Selman no último duelo do dia. Alonso Correa e Martin Jeri se enfrentam no primeiro confronto da sexta-feira e outro peruano, Alvaro Malpartida, vai fechar as quartas de final com o francês William Aliotti. Malpartida é o único que pode conseguir um inédito bicampeonato na etapa mais antiga do calendário 2016 da WSL South America no Chile.

A quinta-feira foi o dia mais longo de competição no QS 1500 Maui and Sons Arica Pro Tour. Foram disputadas as duas baterias que restavam para fechar a segunda fase, as quatro da terceira rodada e as duas primeiras das quartas de final. Entre os seis surfistas que chegaram no último dia para disputar o título de “Rei dos Tubos” de El Gringo, quatro são do Peru, um da Austrália e o único representante da França no “Desafio de Arica” esse ano.

A condição do mar já não era tão boa nos últimos confrontos da quinta-feira, com a maioria das ondas fechando rápido, sem abrir os tubos que são a principal característica de El Gringo. Mas, o peruano Tomas Tudela conseguiu sair de um muito bom logo no início da bateria contra o brasileiro Lucas Chianca e a nota 8,67 recebida foi decisiva para ele vencer a primeira quarta de final por uma pequena diferença de 11,67 a 11,53 pontos.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões