Maui and Sons Arica Pro Tour tem mais um dia clássico no Chile

Em mais um dia de mar clássico, com ondas incríveis e tubos espetaculares de 8-10 pés em El Gringo, as principais estrelas do QS 1500 Maui and Sons Arica Pro Tour começaram a estrear em Ex-Isla Alacrán, no Chile. O líder do ranking sul-americano da WSL South America, Leandro Usuna, ganhou o confronto que abriu a quarta-feira e o atual campeão mundial Pro Junior da World Surf League, Lucas Silveira, passou junto com o argentino para a rodada classificatória para as quartas de final. Na quarta-feira também aconteceram as primeiras vitórias chilenas, mas o grande destaque do terceiro dia foi o brasileiro Lucas Chianca, que fez um novo recorde de 16,70 pontos para a etapa mais antiga e desafiadora do WSL Qualifying Series na América do Sul.

“Essa é a minha terceira vez competindo aqui em Arica e eu gosto muito de ondas grandes com tubos como El Gringo, porque não tem nada parecido com isso na Argentina”, disse Leandro Usuna, primeiro não brasileiro a liderar o ranking sul-americano da WSL South America. “Eu estava bem ansioso nesses últimos dias esperando para competir e a cada dia o mar ficava maior. Até passei algumas noites sem dormir por causa disso (risos). Mas, agora que passei a minha primeira bateria, não vou ficar me cobrando muito. Vou tentar ficar mais calmo e espero ir bem nesse campeonato”.

O argentino só surfou duas ondas na bateria e foi preciso na escolha para ganhar notas 7,00 e 5,67 que foram suficientes para estrear com vitória no QS 1500 Maui and Sons Arica Pro Tour. Na briga pela segunda vaga para a terceira fase, o brasileiro Lucas Silveira superou os outros dois componentes por 7,94 pontos, contra 6,56 do peruano Sebastian Correa e apenas 1,67 do chileno Danilo Cerda. Leandro Usuna certamente vai aumentar a vantagem na ponta do ranking sul-americano da WSL South America, pois o vice-líder, Flavio Nakagima, do Brasil, foi eliminado no penúltimo confronto do dia no Chile.

TERCEIRA FASE DO QS 1500 MAUI AND SONS ARICA PRO TOUR:
1.a: Leandro Usuna (ARG), Max Longhurst (AUS), Lucas Chianca (BRA), Dean Bowen (AUS)
2.a: Tomas Tudela (PER), Lucas Silveira (BRA), Manuel Selman (CHL), Samuel Igo (BRA)
3.a: Alvaro Malpartida (PER), Guillermo Satt (CHL), 2.o da 7.a bateria e 2.o da 8.a bateria
4.a: Leonardo Acevedo (CHL), Renato Aguirre (CHL), 1.o da 7.a bateria e 1.o da 8.a bateria

SEGUNDA FASE
1.a: 1-Leandro Usuna (ARG)=12.67, 2-Lucas Silveira (BRA)=7.94, 3-Sebastian Correa (PER)=6.56, 4-Danilo Cerda (CHL)=1.67
2.a: 1-Lucas Chianca (BRA)=16.70, 2-Samuel Igo (BRA)=8.44, 3-João Chianca (BRA)=6.80, 4-Francisco Usuna (ARG)=5.00
3.a: 1-Tomas Tudela (PER)=5.33, 2-Max Longhurst (AUS)=5.30, 3-Juan Arca (ARG)=5.27, 4-Cristiano Bins (BRA)=4.40
4.a: 1-Manuel Selman (CHL)=10,93, 2-Dean Bowen (AUS)=8.60, 3-Nahuel Amalfitano (ARG)=8.50, 4-Nate Dorman (EUA)=2.90
5.a: 1-Alvaro Malpartida (PER)=16.16, 2-Leonardo Acevedo (CHL)=12.53, 3-Joaquin Del Castillo (PER)=4.37, 4-Flavio Nakagima (BRA)=4.20
6.a: 1-Guillermo Satt (CHL)=13.44, 2-Renato Aguirre (CHL)=8.77, 3-Nicolas Vargas (CHL)=7.33, 4-Myles Laine-Toner (EUA)=4.17
————-ficaram para abrir a quinta-feira:
7.a: Cristobal De Col (PER), Jeronimo Vargas (BRA), Yage Araujo (BRA), William Aliotti (FRA)
8.a: Alonso Correa (PER), Martin Jeri (PER), Marcos Correa (BRA), Pedro Neves (BRA)

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões