Especial promessas do surf com a americana Bethany Zelasko

A jovem  Bethany Zelasko é uma das apostas do surf americano para integrar a elite do surf mundial. Em entrevista exclusiva para o Tudo pelo Surf ela contou um pouco do início de sua carreira.

“Comecei a surfar com 8/9 anos. No começo pagava onda de bodyboard em Newport (EUA), até que um dia pedi para minha mãe e meu pai uma prancha. Quando eu tinha 10 anos minha família mudou-se para Dana Point e ganhei minha primeira prancha de surf. Desde então, comecei a treinar forte e sempre com o objetivo de me tornar uma atleta profissional”, afirmou.

Bethany disse que seu foco para 2016 é participar de eventos QS6000 para adquirir uma maior experiência e quem sabe se classificar para o CT.

13235119_135060223574850_4552730509223996905_o.jpg

“Para 2016, gostaria de competir mais eventos 6,000 e ganhar pontos suficientes para me qualificar para o WCT. Eu também quero viajar mais e obter mais experiência em ondas ao redor do mundo”, disse ela que completou dizendo quais são seus próximos campeonatos. “Minha agenda está muito ocupada para os próximos meses. Nesta semana vou estar competindo no Los Cabos Open of Surf, Copa El Salvador Impresionante, e alguns eventos nacionais como o Surfing America Prime US Champs e NSSA National Champs”.

Por fim, Bethany falou que não sente muita pressão em ser uma das promessas do surf mundial e que sonha um dia em conquistar o titulo da WSL. “Não sinto muita pressão quando eu surfo, eu adoro isso. Se algum dia eu sentir que preciso deixar de fora a pressão vou orar ou dar uma volta, passear. Meu sonho é ser uma surfista do WCT e ganhar um título mundial “, finalizou.


The young promise Bethany Zelasko is one of the American surf bets to join the elite of the surf. In an exclusive interview to Tudo Pelo Surf she told about the beginning of her career.

“When I was 8 or 9 my mom would take my boogie boarding in Newport and one day I stood up on it and I asked her and my dad for a surfboard that night. When I was 10 my family moved to Dana Point and my parents bought me a surfboard. I had always seen surfing and knew I wanted to do it and when I started I knew there was no going back and that I wanted to be a pro”, Bethany said her focus for 2016 is to participate in events QS6000 to acquire more experience and maybe qualify for the CT.

“For 2016 I would like to compete in more WQS 6,000s and gain enough points to qualify for the WCT. I also want to travel more and get more experience on waves around the world.” And she also said about her next championships. “My schedule is very busy for the next few months, I will be competing in the Los Cabos Open of Surf, the Copa El Salvador Impresionante, and some national events including the Surfing America Prime US Champs and the NSSA National Champs. I am also trying to get into the Vans US Open and the WQS events.”

Zelasko told us she doesn’t feel much pressure to be one of the promises of the surf.

“I don’t feel a lot of pressure when I surf, I love it. If I ever feel like I need to let off pressure I pray and then surf it off or go for a walk. I dream to be a WCT surfer and win a world title”.

Por: João Otávio Vieira

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões