Chico Paioli, um pioneiro do surf, confirmado no Festival Santos de Longboard

Um evento que tem objetivo de resgatar a força do longboard, reunindo várias gerações, não teria o mesmo brilho sem a presença dos famosos pioneiros. E um deles, em especial, querido e reconhecido por todos: o professor Chico Paioli. Aos 65 anos, ele é considerado um daqueles “surfistas de alma” e será destaque no Festival Santos de Longboard, nos próximos dias 16 e 17 ou 23 e 24, no final de semana que oferecer melhores condições de ondas na Praia do José Menino, no Quebra-Mar.

Chico estará na categoria pioneiros, destinada aos competidores com 60 anos em diante e está em feliz em fazer parte da festa. “Parabéns pela iniciativa. Fantástica! Estou ansioso e vou tentar surfar bem. Será muito bom rever meus amigos contemporâneos e ver essa molecada muito afiada, que a maioria conheço de criança”, diz Chico. “O Festival será um marco na história do surf”, anuncia. “Sempre falo que Santos e São Vicente, a Malibu do Brasil”, relaciona.

Ele só lamenta a ausência do irmão mais velho Zé Paioli junto no mar. “Ele machucou a perna, mas está se recuperando”, conta Chico, que começou a surfar nos anos 60, na vizinha praia do Itararé, em São Vicente. “A areia era branca e o mar verde, águas claras. O meu irmão foi minha grande influência e até hoje é um surfista apaixonado pelas ondas”, recorda.

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões