Especial promessas do surf mundial com Yago Dora

O curitibano radicado em Santa Catarina, Yago Dora, é umas das principais promessas do surf nacional para integrar o “Brazilian Storm”.

“Comecei a surfar quando tinha 11 anos. No começo surfava bastante na Praia Mole (SC), pois minha família era dona de uma lanchonete no local. Depois disso, passei a surfar bastante no Rio Tavares (SC) onde morávamos. Quando era pequeno não gostava muito de surfar, queria mais jogar futebol. Até que um dia meu pai começou a trabalhar como técnico de surf e a treinar o Lucas Silveira o que me motivou bastante e resolvi seguir carreira no esporte”, afirmou.

Yago disse que seu foco para 2016 é participar do maior numero possível de eventos do QS para adquirir experiência. Seu primeiro grande evento foi o Volcom Pipe Pro nas perfeitas ondas de Pipeline.

“Fiz uma primeira bateria muito boa, consegui achar notas boas em um mar difícil e passei de fase. Já minha na segunda bateria cometi erros que me custaram a desclassificação do evento. Poderia ter ido melhor no evento, mas as ondas que peguei não consegui surfar elas da maneira correta”.

Yago_Dora_VPP_2015_Bielmann04725-1024x682
Yago Dora pegando onda para Pipeline no Volcom Pipe Pro (Foto: WSL)

 

Sobre o CT esse ano, Yago acredita que o título mundial fica entre Gabriel Medina e Filipe Toledo, mas não descartou Adriano de Souza.

“Acredito que o Brasil vai dominar o tour por mais alguns anos ainda. Eu estou apostando no Gabriel ou no Filipe este ano. Eles bateram na trave no ano passado e este ano vão estar famintos pelo títudo.  Não podemos descartar o Adriano, mesmo depois de ser campeão mundial acho que ele não vai relaxar e vai vir com tudo”, finalizou.

Por: João Otávio Vieira

 

Deixe uma resposta

Mostrar botões
Esconder botões